A DGS recomenda fortemente a vacinação a pessoas com idade igual ou superior a 65 anos, doentes crónicos e imunodeprimidos (a partir dos 6 meses de idade), grávidas, profissionais de saúde e outros prestadores de cuidados (ex.: lares de idosos).

A epidemia de gripe e as temperaturas mais baixas do que as habituais nesta época do ano são as principais responsáveis pela mortalidade com valores acima do esperado que se regista em Portugal, segundo a responsável pela Rede Médicos-Sentinela.

Segundo Ana Paula Rodrigues, existem neste momento dois eventos que contribuem para a mortalidade ser maior do que a esperada para a época: a gripe por H3 e as temperaturas abaixo do que era prevista.

De acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), no mês de dezembro o valor médio da temperatura mínima do ar foi de 5,55°C, correspondendo a uma anomalia de -0,50°C relativamente ao normal.

O Boletim de Vigilância Epidemiológica da Gripe, que o Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge (INSA) disponibiliza todas as quintas-feiras, aponta para uma taxa de incidência de síndroma gripal de 63,8 por 100 mil habitantes.

Trata-se, segundo este organismo, de “uma atividade gripal de intensidade moderada, com tendência estável”.

Ler fonte
CategoryNews
Write a comment:

*

Your email address will not be published.

Se encontrar um erro, por favor contacte: webmaster