Mais de metade da população tem excesso de peso e só 27% pratica exercício todos os dias. As conclusões são do Inquérito Alimentar Nacional e de Atividade Física.

Em Portugal não se respeitam as recomendações da dieta mediterrânica. O peso das hortaliças à mesa é metade do recomendado, ingerimos mais sal e açúcar do que o organismo tolera e 34% da população consome mais de 100 gramas de carne vermelha por dia o que está associado a um maior risco de cancro.

As conclusões são do Inquérito Alimentar Nacional e de Atividade Física que faz esta quinta-feira (16/03) capa de três dos principais jornais diários portugueses, Público, Jornal de Notícias e Diário de Notícias.

No consumo de hortícolas e frutas, mais de metade (53%) dos portugueses não cumpre as recomendações de consumo de mais de 400 gramas por dia e 40% dos adolescentes bebe mais de um refrigerante ou néctar por dia. Boa parte do país também exagera no sal. Perto de 3,5 milhões de mulheres e de 4,3 milhões de homens põe sal a mais na comida: os portugueses consomem, em média, 7,3 gramas por dia.

Sem dinheiro para comer bem

O estudo conclui que mais de metade da população portuguesa (5,9 milhões de pessoas) é obesa ou está em risco de o ser. Os Açores e Alentejo são as regiões com mais casos de obesidade, mas também onde mais famílias tiveram mais dificuldades financeiras em alimentar-se corretamente e fornecer alimentos suficientes para todos. No total do país, 10% das famílias sentiram insegurança alimentar.

Ler na fonte
CategoryNews
Write a comment:

*

Your email address will not be published.

Se encontrar um erro, por favor contacte: webmaster