Cerca de um quarto dos doentes com doenças isquémicas cardíacas crónicas morre ou é hospitalizado nos seis meses seguintes, segundo um estudo da Sociedade Europeia de Cardiologia (SEC) publicado hoje no Jornal Europeu de Cardiologia Preventiva.

“A doença da artéria coronária é a principal causa de morte em todo o mundo, mas alguns doentes parecem perder-se no sistema após a sua ida inicial ao hospital ou clínica”, afirmou o professor de cardiologia Michel Komajda, da Universidade Pierre e Marie Curie e do Hospital Pitié-Salpêtrière, em Paris.

O registo piloto da doença cardiovascular isquémica crónica foi criado para apurar o que aconteceu a estes doentes nos seis meses seguintes a serem vistos por um profissional de saúde.

O estudo observacional foi conduzido como parte do Programa de Pesquisa EURObservational, da SEC. A investigação envolveu 2.420 doentes de 100 hospitais e clínicas ambulatórias de dez países europeus.

Os participantes tiveram doença coronária estável ou doença arterial periférica, as situações observadas com mais frequência pelos cardiologistas.

Os fatores de risco e os tratamentos foram registados no início do estudo e foram previamente reportados. Os tratamentos e os resultados foram registados aos seis meses.

Maioria das causas de morte foi cardiovascular

Ler mais na fonte

CategoryNews
Write a comment:

*

Your email address will not be published.

Se encontrar um erro, por favor contacte: webmaster